O Nosso Quarto de Brinquedos:

ARMAZÉM:


Falemos de Cinema.........................................................................Discurso Direto............................................................................Quem é Você

domingo, 8 de janeiro de 2017

O Filho de Joseph


O jovem Vincent quer descobrir quem é seu pai e vai atrás dele. Curiosamente, encontra alguém que possa substituí-lo tão próximo dos laços paternos.

Título Original: Le Fils de Joseph
Ano de Lançamento: 2016
Direção: Eugène Green
País de Produção: França/Bélgica
Idioma: Francês
Duração: 113 min.
Formato: AVI
Tamanho do Arquivo: 2 GB (duas partes nos servidores)
Legenda: PT/BR (Separada)


- DOWNLOAD -
Link Ulozto (parte 1)

Link Wipfiles (parte 2)

Torrent Sonata Première

8 comentários:

  1. Sobre o filme:

    http://www.cineplayers.com/critica/o-filho-de-joseph/3424


    Mais de Eugène Green no Sonata Première:

    http://sonatapremieres.blogspot.com.br/2012/08/todas-as-noites_5312.html

    http://sonatapremieres.blogspot.com.br/2014/01/o-mundo-vivente.html

    http://sonatapremieres.blogspot.com.br/2012/07/correspondencias_3082.html

    http://sonatapremieres.blogspot.com.br/2014/10/a-religiosa-portuguesa.html

    http://sonatapremieres.blogspot.com.br/2014/10/a-ponte-das-artes.html

    http://sonatapremieres.blogspot.com.br/2015/11/a-sapiencia.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Green conta com a magnífica produção dos irmãos Dardenne.

      Excluir
  2. o Ulozto muda o nome do ficheiro, quando RAR dividido em partes.

    Favor mudar o nome da parte 1, para

    Le Fils de Joseph.part1

    ou seja, sem os traços.

    ResponderExcluir
  3. Amigos, muito obrigado por disponibilizarem o arquivo. Vocês são o máximo! Baixei e assisti ao filme, mas infelizmente fiquei extremamente frustrado. Desculpem o comentário, mas preciso registrar para os demais participantes do site que o tema do filme é interessante, porém se perde por conta de uma direção extremamente amadora, atuações exageradamente artificiais, diálogos muuuuito pobres. Em resumo: uma decepção!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz parte da técnica formal usada por Eugène Green e outros diretores, como Jean-Marie Straub. Mas entendo que possa parecer artificial. Para mais sobre seu estilo:

      http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2015/09/1679512-la-sapienza-reforca-trabalho-unico-e-sublime-de-eugene-green.shtml

      http://www.indiefestival.com.br/2014/bh/program.php?cod=4&l=pt

      http://www.academia.edu/8555378/A_Natureza_Eloquente_-_um_estudo_sobre_o_cinema_de_Eug%C3%A8ne_Green

      Excluir
  4. Agradeço os links informados. Li as matérias e fiquei com a certeza de que quem as escreveu tenta convencer os leitores sobre o inverossímil. Tenta defender que atuações artificiais e falta de ritmo são geniais... Respeito a opinião do repórter, deve ter suas razões para escrever essas coisas.
    Bem, prefiro atuações naturais. E é lamentável que um tema tão interessante possa ter sido desperdiçado com esse fiasco de direção e atuações forçadas.
    Quem sabe algum outro diretor faz uma refilmagem, né?

    ResponderExcluir
  5. Kleen: Obrigado. Adorei este filme. Inteligente. História intrigante. Deliciosamente lento. Imagens lindas. Trilha sonora inspiradíssima. Para mim uma surpresa. Não é para qualquer audiência. Pretendo incluí-lo em meu próximo curso sobre cinema> Mais uma vez "Sonata" arrasando. Uma pergunte, você sabe se este filme já foi (ou será) lançado no circuito comercial?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Amante da Música.
      Foi lançado no Festival do Rio.
      Aparentemente, ainda não entrou no micro circuito que dá bola para filmes 'fora de Hollywood'.

      Excluir